top of page

FitYes Fitness Group

Public·35 members
Andrew Davis
Andrew Davis

O Homem Mais Rico Da Babilonia ##TOP##


O homem mais rico da Babilônia é o livro mais antigo e popular na área de finanças pessoais, escrito por George Samuel Clason e lançado em 1926. O autor frequentou a Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos e serviu ao Exército Americano, durante a Guerra Hispano-Americana.




O homem mais rico da Babilonia



Os ensinamentos do livro têm sua raiz na questão geográfica dessa civilização, que possuía os homens mais ricos daquela época, mas que era pobre em recursos naturais, fazendo com que seus habitantes tivessem que desenvolver técnicas para superar esse fator limitante.


Então, Kalabab contou-os a história de Nomasir, que foi instruído pelo pai a passar dez anos administrando seus próprios bens para se provar capaz de herdar a fortuna do homem mais rico da Babilônia.


Hadan Gula é um homem ambicioso e sem muito tino para os negócios, possui um pensamento atrasado sobre trabalho, afirmando que trabalho é coisa para escravos, os ricos devem apenas gozar de sua riqueza.


O Homem mais rico da Babilônia é um livro que ensina princípios básicos da riqueza, visando solucionar problemas financeiros que muitos possuem. O autor usa parábolas que ocorrem na Babilônia, cidade mais rica e próspera da época.


O homem mais rico da Babilônia era Arkad. Ele começou sua fortuna de modo bastante humilde. Era um homem como a maioria dos moradores, era filho de comerciantes, não tinha nenhum talento especial e muito menos seria herdeiro de fortuna alguma.


Parte da primeira lição do livro O homem mais rico da Babilônia, dizia sobre a importância de não ser escravo do dinheiro. Para isso, é necessário fazer o seu dinheiro trabalhar por você. Contudo, é importante investir com sabedoria e não cair em falsas oportunidades.


E aí, gostou de conhecer as 7 lições do livro O homem mais rico da Babilônia? Então aproveite para conhecer algumas alternativas de Livros sobre investimentos para todos os níveis de investidores


Consultores jurídicos ouvidos pelo PublishNews ressaltam que a questão é mesmo polêmica. Os EUA, onde o livro foi originalmente publicado, embora sejam signatários da Convenção de Berna, que regula as questões de direitos autorais, recorrem a artifícios para estender o prazo de vigência dos direitos autorais de obras. O homem mais rico da Babilônia foi publicado originalmente em 1926, nos EUA. Pela lei norte-americana, livros publicados entre 1923 e 1977 sem a notificação e a renovação dos direitos autorais estão automaticamente em domínio público. No entanto, se houve o cuidado de se notificar e renovar os direitos autorais na data da publicação, o livro segue protegido por 95 anos a contar da data da publicação. Assim, O homem mais rico da Babilônia estaria protegido até 2021. No entanto, um estudo realizado pelo Copyright Office em 1961, apenas 7% dos livros publicados nesse período estão nessas condições. As informações são da Universidade de Cornell. João Paulo Riff observa que todos os cuidados foram tomados pela Penguin para que houvesse a renovação dos direitos e reforçou que o livro não está em domínio público.


Um clássico sobre sabedoria da riqueza com mais de dois milhões de exemplares vendidos no mundo todo, O homem mais rico da Babilônia é um clássico sobre como multiplicar riqueza e solucionar problemas financeiros. 041b061a72


About

Welcome to the group! You can connect with other members, ge...
bottom of page